As boas intenções de Macron
  • Alpha

As boas intenções de Macron

Atualizado: 27 de Set de 2019

Há poucas semanas, o mandatário francês Emmanuel Macron, disse que Amazônia pertencia “ao mundo”. O chefe francês falou o óbvio. Mas, engana- se quem pensa que o mesmo possui boas intenções para cá. Vide as colônias francesas e as invasões de Napoleão Bonaparte. Nenhuma teve algum fim humanitário ou protecionista. O que interessa ao governo francês – e de boa parte do mundo – é no que está aqui (biodiversidade, minérios, água potável). Vale lembrar que a Guiana Francesa, que possui uma quantidade de florestas mais preservadas que a Europa! Ressalte – se: o território ultramarino possui ouro em abundância, mas as regras de exploração, sob a égide da União Europeia, dificultam bastante as coisas. Não é absurdo pensar que as polemicas ONG’s possam estar praticando biopirataria. Pior: com dinheiro governamental. Quem não se lembra dos japoneses, que possuem a patente do chocolate de Cupuaçu?! Macron tentou ser esperto, e trouxe o conceito econômico da Globalização para o eixo ambiental e social. Tentou transformar a defesa da Amazônia em uma cruzada épica, colocando a soberania brasileira em um verdadeiro desrespeito. Porém, para quem não é desligado, ficou claro que se trata de Globalismo. Arranjos políticos em busca de vantagens econômicas políticas e até simbólicas. Engraçado foi ver o chefe do Élysée Palace declarar, durante sua ida a ONU, que a França não pode receber a todos com qualidade (se referindo ao grave problema da questão migratória). Ou seja: Amazônia para todos; França para os franceses.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 por Alpha - Portal de Mídia e Notícias

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now